Sábado, 31 de Julho de 2010

Um pensamento sobre Ilha do Maio - Cabo Verde

Cabo Verde – 21-11-2008

Praia da Bela Vista – Ilha do Maio.

 

 

 

As ondas morrem na areia…

Caminha lentamente em passos cadenciados, jeito que lhe ficou do tempo militar. De quando em vez as ondas estendem-se mais e molham-lhe os pés quentes pela areia escaldante do sol que implacável aquece. Os pés enterram-se na areia macia e fofa da praia deserta. Areia fofa que ninguém pisou ainda e ali está ele onde pela primeira vez uns pés pisam aquela areia e sentem a maciez. Parece-lhe quase sacrilégio profanar aquela areia ainda virgem da invasão humana.

O sol queima a pele, a água quente azul-turquesa e transparente convida a mergulhar, assim faz e sente a água salgada que lhe acalma a pele queimada pelo sol.

Pensa que parece quase desumano votar esta Ilha quase ao abandono pelos governantes locais. Os residentes merecem mais apoio e respeito e é quase crime privar muita gente de poder pisar esta areia e mergulhar nesta água. A privação vem de que esta Ilha não tem ligações marítimas capazes, actualmente um barco cada vinte dias (ou mais). Assim não dá para levar os mantimentos e outros bens essenciais ao desenvolvimento e bem-estar de quem cá vive.

Na viagem que efectuou a trabalho teve o privilégio de contactar com as pessoas locais e fazer amigos. A estadia foi num belo local, (Hotel Bela Vista. Creio que actualmente já sem actividade), um sonho para quem gosta de sol, praia e ondas. A Lua-cheia aqui é das mais belas que já viu, pena não haver pôr-do-sol no mar, pois o sol esconde-se por detrás da Ilha de São Tiago que dali se avista.

Pensa que é desumano privar as pessoas de cá virem, mas também crime se muita gente vem profanar esta Terra quase virgem.

 

Hoje, 26-11-2008, no aeroporto da pequena Ilha espero um colega de trabalho. Um aeroporto que parece estar plantado no meio do deserto não fosse a Vila do Maio se avistar ali ao lado, cerca de 2km, que o terreno plano assim permite a vista percorrer a paisagem. Paisagem quase lunar mas que eu achei tem imensa beleza. Quem sai do avião pode pensar que saiu no meio do nada, eu que já conhecia, pois trabalhei na reconstrução desta pista do aeródromo, tive esta sensação, embora à volta da aerogare, se, se pode chamar assim, seja um corrupio de gente nesses dias de chegada e partida do avião, segundas, quartas e sextas.

Uma Terra onde nada acontece a chegada do avião é um acontecimento.

Também a chegada do navio ao cais se torna motivo de grande movimento, principalmente na Vila do Maio ali encostada ao mar e que quem vê vindo de avião ou de barco, (tive o privilégio desses dois meios de transporte), tem a sensação que a vila quer banhar-se ou fugir a nado, mas uma parte dela prende-se na pequena encosta, como quando alguém quer partir mas algo nos prende e ficamos divididos. Assim esta Vila nos cria esta imagem e em conversa com os seus habitantes esta ideia se reforça. Pois, sem perspectivas a vontade é sair, mas como todos gostamos do sítio onde nascemos vão ficando.

Os Governantes de Cabo Verde deviam olhar mais para esta Ilha do Maio.

É uma simples opinião pessoal.

Mas parece que a política é como em todo o lado. Os votos que elegem ou não elegem. As simpatias e antipatias dentro dos gabinetes, faz mais ou menos, ou nada por uma região e por conseguinte o bem-estar ou sofrimento das pessoas.

 

 

 

Publicado por Palavras Soltas às 18:01
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
1 comentário:
De Anna Milk a 7 de Setembro de 2010 às 19:23
Tb tu tens saudades, né?
Não conheço a Ilha de Maio, mas acredito que deixa uma sensação de regresso a um passado presente!
Tenho saudades de S.Vicente, da Ilha do Sal...
Um dia volto para matar saudades de terra e dos amigos que lá deixei!
:) Beijoka*

Comentar post

~Mais sobre mim

~Pesquisar neste blog

 

~Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

~Posts recentes

~ Viagem Luanda Huambo…(fic...

~ Do Huambo a Benguela _ 30...

~ A Capulana...(continuação...

~ A Capulana

~ VIAGEM DE LUANDA AO HUAMB...

~ 23:30 horas do dia 25 De ...

~ Uma opinião sobre aquela ...

~ O dia seguinte: (depois d...

~ Pensamentos Profundos est...

~ VANTAGEM DE NAMORAR UM BA...

~ Será que mereço o 12º ano...

~ É Bom Sentir...

~ A quinta do Homem...

~ COMO CHAMAR A POLÍCIA EM ...

~ Uma Viagem de Huambo a Be...

~ Um pensamento sobre Ilha ...

~ Dá para meditar um pouco.

~ “Fim-de-semana alucinante...

~ Cabo Verde

~ África... Como uma Mulher...

~Arquivos

~ Novembro 2015

~ Fevereiro 2013

~ Outubro 2012

~ Agosto 2012

~ Junho 2012

~ Junho 2011

~ Março 2011

~ Janeiro 2011

~ Dezembro 2010

~ Novembro 2010

~ Outubro 2010

~ Setembro 2010

~ Agosto 2010

~ Julho 2010

~ Junho 2010

~ Dezembro 2009

~ Junho 2009

~ Março 2009

~ Fevereiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Outubro 2008

~ Setembro 2008

~ Maio 2008

~ Março 2008

~ Dezembro 2007

~ Novembro 2007

~ Agosto 2007

~ Fevereiro 2007

~ Dezembro 2006

~ Novembro 2006

~ Outubro 2006

~Links

~6

6

~5

5

~4

4

~3

3

~2

2

~Outras coisas

1
blogs SAPO

~O Sapito

~subscrever feeds