Terça-feira, 15 de Março de 2011

Uma opinião sobre aquela poeira...

 

 

Como anda a nossa comunicação social?

Muito se falou, escreveu e se deram opiniões…

Sobre esse assunto até se falou demais… (acho eu!...) E, sobre outros muito mais importantes pouco se disse.

Em 2010, em Portugal desapareceram várias pessoas. Morreram vultos que são insubstituíveis. Homens e Mulheres da Arte, da Cultura, das Finanças. E até gente anónima que fez mais pelo país… Que outro de quem se falou tanto e tanto e…tanto… Não vou enumerar todos. Vou falar só de um Homem da Cultura Portuguesa que desapareceu. António Feio…

Que se falou dele?.. Praticamente nada. Por aqueles dias da sua morte lamentou-se a perda desse Actor… E depois… Tudo se calou, parece que fazia falta fazer esquecer esse Homem. Excelente actor de quem eu gostava imenso. Deixou Obra na Cultura. Não me recordo de ouvir falar mais de António Feio!...

Parece impossível!...

 

Agora que acho que a ‘poeira’ assentou, quero também dar a minha opinião sobre o que se falou em demasia. (na minha opinião) Isto vem ao caso de ter ouvido dizer, (não sei até que ponto é verdade, mas a ser, custa-me acreditar), que alguém quer dar um determinado nome a uma rua.

Reparem…

Eu (ou qualquer pessoa) posso ter um gato muito meigo, que não faz mal a uma mosca, que quando chego a casa me vem fazer festas e espera que eu lhe faça festas. Que ronrona no meu colo. Eu dou tudo de bom a esse gato meigo. Ele fica contente e espera que eu dê… É natural, É instinto animal querer o que é bom. Esse gato só me dá alegrias porque é meigo… Nunca me arranhou e eu nem por sombras imagino que o poderá fazer.

Um dia fecho-o num quarto. Deixo-o sozinho. Quando chego não lhe faço festinhas e exijo que ele me ronrone… Quero festinhas do gato… Mas se eu o fechei e o prendi ele está ansioso por liberdade. Está stressado por estar fechado e preso… Não lhe apetece festas, nem fazer ronrom…

Eu agarro-o o aperto-o…

Para castigo no dia seguinte deixo-o fechado num quarto mais apertado ainda… Quando chego, ele está zangado comigo porque o deixei sozinho num quarto fechado e só exijo dele… Apesar da comida boa que lhe dou ele não está satisfeito porque lhe retirei a liberdade.

Quero ronrons do gato mas ele não está com disposição… Tá stressado… (e sabemos que em situações de stress não nos apetece ronronar).

Mas eu quero ronrons do gato porque lhe dou um tecto, comida e um bom sítio para dormir…

Acho que tenho direito a isso…

Mas o gato fica no canto dele… (os gatos tem duas personalidades, as pessoas também. Apesar de encobrirmos a segunda personalidade ela lá está à espera de se soltar)…

Quero festas e o gato não dá…

Então… Agarro-o… Exijo… Ele continua na dele… Eu aperto e digo-lhe. Que se não me dá o que quero prendo-o pra sempre, ou atiro-o pela janela para a rua e passa a ser um gato vadio sem eira nem beira. E se alguém o quiser acolher, vou dizer a esse alguém que ele é um gato que não vale nada e que não faz festinhas, nem ronronar faz. Só quer o que é bom e do melhor… Então a reputação do gato fica arrasto e mais ninguém vai acolher o gato. Ele não se pode defender porque não fala a ‘linguagem do homens’… E, eu faço isso só por pirraça. Porque eu um dia peguei num gato lindo, prendi o gato e ele com o stress de estar preso não tinha vontade de me ronronar…

Mas antes de o atirar pele janela eu volto a apertar o gato. Até o vou encurralar de encontro à parede…

O gato vendo-se encurralado fica furioso… Solta a outra personalidade… Não tendo mais opção atira-se a mim… Até me morde… Arranha-me… Volta a morder… Até é capaz de me mutilar… Um gato assanhado é muito perigoso… É capaz de matar… (já alguém viu um gato assanhado?... Pois se não, não queiram estar na frente dum gato numa hora dessas) Se o gato me matar, não deixa de ser um assassino. Não deixa de ser a morte de um ser humano. Mas bem vistas as coisas fui eu que provoquei…

Instiguei o gato até ele me atacar… Não precisa ser com violência física, pode ser com violência psicológica, que acho é bem mais perigosa e atroz.

De tudo o que se passou, acho que podia ter sido algo parecido.

É bem capaz de o “gatinho” ter sido encurralado ao ponto de atacar.

E bem sabemos por nós próprios, que quando perdemos as estribeiras nada nos detém e somos capazes de tudo.

Eu tenho pensado muito nisso e nisto… E “naquilo”…

Não deixou de ser uma morte!...

Um ser humano pode ter matado outro. É crime!...

Mas um “gato” encurralado é muito perigoso e nem sabe o que faz. E um gato não se encurrala a ele próprio, é alguém que o faz.

É verdade! O homem morreu…

Alguém o matou…

Mas acho, (é a minha simples opinião) que esse homem não é um herói. Não é um mártir… Era um cronista social… Que dava as suas opiniões como eu estou a fazer agora. Pergunto!... PORQUE É QUE MERECE TANTO DESTAQUE DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL???...

Que fez em prol da nossa sociedade? Que fez pelo bem comum? Que fez por Portugal?...

Escrevia artigos nas revistas, (alguns bem ácidos).

Quantos anónimos fizeram muito mais e ninguém fala deles.

Eu até acho que faço bastante pelo País. Não sou falado nem espero… Ajudo a fazer estradas que servem o país. Estradas que servem para esses ditos ‘importantes’ passarem…

E tantas vezes, ao passarem eles, me impedem de eu passar na estrada que ajudei a construir.

Se eu e outros como eu não construíssemos a estrada eles não tinham por onde passar.

Quem é mais importante?

Querem dar o nome dele a uma rua?... Essa rua, eu não vou construir.

Talvez eu esteja errado, mas, ainda não ouvi dizer que querem por o nome de António Feio a uma rua…

Então senhores dos meios de comunicação social?... Não fazem nada por isso?...

António Feio merece que não o deixemos esquecer. Vocês tem obrigação disso!!!

Porque tanto falatório de uma pessoa que um dia encurralou um “gato” e depois foi atacado por ele… É certo que o “gato” matou… Mas pra mim, é certo que a ‘pessoa’ quis subjugar o ‘gatinho’ e ele se sentiu encurralado ao ponto de a única defesa que tinha era atacar.

Espero com isto não voltar a levantar a ‘poeira’… Poeira que foi atirada ao metro de Nova York… Cada um faz o que quer… Mas, devemos ter o sentido do ridículo…

E eu acho que aquele episódio filmado em directo foi ridículo…

As nossas televisões, rádios, revistas e jornais, não tem mais assuntos para noticiar?...

Estamos mal!...

Eu tenho orgulho de ser Português!... Mas não me sinto reflectido naqueles actos!... Fazem essas “figuras” como que seja um acto heróico e depois ainda querem que nos levem a sério.

Era uma vontade do homem… Muito bem… Mas não havia necessidade… De tanto espalhafato…

E o que me deu mais confusão… (ou não) foi aquele acto ser patrocinado pelos meios de comunicação social… Senhores dos média… Há gente e coisas bem mais importantes para ser notícias!...

 

É uma opinião…

 

Tenho dito…

Publicado por Palavras Soltas às 18:38
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

~Mais sobre mim

~Pesquisar neste blog

 

~Novembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

~Posts recentes

~ Viagem Luanda Huambo…(fic...

~ Do Huambo a Benguela _ 30...

~ A Capulana...(continuação...

~ A Capulana

~ VIAGEM DE LUANDA AO HUAMB...

~ 23:30 horas do dia 25 De ...

~ Uma opinião sobre aquela ...

~ O dia seguinte: (depois d...

~ Pensamentos Profundos est...

~ VANTAGEM DE NAMORAR UM BA...

~ Será que mereço o 12º ano...

~ É Bom Sentir...

~ A quinta do Homem...

~ COMO CHAMAR A POLÍCIA EM ...

~ Uma Viagem de Huambo a Be...

~ Um pensamento sobre Ilha ...

~ Dá para meditar um pouco.

~ “Fim-de-semana alucinante...

~ Cabo Verde

~ África... Como uma Mulher...

~Arquivos

~ Novembro 2015

~ Fevereiro 2013

~ Outubro 2012

~ Agosto 2012

~ Junho 2012

~ Junho 2011

~ Março 2011

~ Janeiro 2011

~ Dezembro 2010

~ Novembro 2010

~ Outubro 2010

~ Setembro 2010

~ Agosto 2010

~ Julho 2010

~ Junho 2010

~ Dezembro 2009

~ Junho 2009

~ Março 2009

~ Fevereiro 2009

~ Dezembro 2008

~ Outubro 2008

~ Setembro 2008

~ Maio 2008

~ Março 2008

~ Dezembro 2007

~ Novembro 2007

~ Agosto 2007

~ Fevereiro 2007

~ Dezembro 2006

~ Novembro 2006

~ Outubro 2006

~Links

~6

6

~5

5

~4

4

~3

3

~2

2

~Outras coisas

1
blogs SAPO

~O Sapito

~subscrever feeds